O Capitalismo de Vigilância e a Política da Desinformação

  • Julian Affonso de Faria
  • Cláudio Márcio Magalhães Centro Universitário Una
Palavras-chave: Vigilância digital, Big data, Fake news, Cidadania, Democracia

Resumo

Como o capitalismo de vigilância contribui para a economia política da desinformação? Esse artigo tem como objetivo demonstrar a estreita relação entre o fenômeno que tem dominado o mundo cibernético – o tráfego legal e ilegal de dados obtidos a partir da vigilância do cidadão – com outro fenômeno contemporâneo, a desinformação, centrada principalmente nas notícias falsas que deixaram sua excepcionalidade para se transformarem em ações orquestradas capazes de abalar práticas democráticas. Para tal, realizou-se uma exposição de casos sintomáticos de acontecimentos contemporâneos com o objetivo de ilustrar uma breve revisão da literatura com as temáticas sobre Capitalismo de Vigilância, Cidadania e a Política da Desinformação. Chegou-se à conclusão que a adoção de políticas públicas relacionadas à educação e regulação do tema, sem a violação de direitos humanos fundamentais dos indivíduos, é a melhor forma de proteger a sociedade dos efeitos nefastos desse fenômeno contemporâneo.

Referências

Acha, V. G. (2016). Hacking Team: malware para la vigilancia en américa latina. Derechos Digitales. https://www.derechosdigitales.org/wp-content/uploads/malware-para-la-vigilancia.pdf

BBC News Brasil. (2013). EUA espionaram Petrobrás, dizem papéis vazados por Snowden. 08 set. https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2013/09/130908_eua_snowden_petrobras_dilma_mm

Bioni, B. R. (2020). Proteção de Dados Pessoais: a função e os limites do conhecimento. 2a. ed.. Rio de Janeiro: Forense.

Bolãno, C. R. (1996). Economia política, globalização e comunicação. Novos Rumos, 25(11), 15-23. Marília - SP. https://doi.org/10.36311/0102-5864.11.v0n25.2047

Brasil. (2018). Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Lei.13.709, de 14 de agosto de 2018. Dispõe sobre a proteção de dados pessoais e altera a Lei no.12.965, de 23 de abril de 2014 (Marco Civil da Internet). http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/lei/l13709.htm

Brasil. (2020). Medida Provisória. 954, de 17 de abril de 2020. Dispõe sobre o compartilhamento de dados por empresas de telecomunicações [...]. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 17 abr. https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/medida-provisoria-n-954-de-17-de-abril-de-2020-253004955

­­Braun, J. (2018). Na China, atos dos cidadãos valerão pontos e limitarão seus projetos. Veja, Ed. 15 nov. https://veja.abril.com.br/mundo/na-china-atos-dos-cidadaos-valerao-pontos-e-limitarao-seus-projetos/

Brisola, A., & Bezerra, A. C. (2018). Desinformação e circulação de “Fake News”: distinções, diagnóstico e reação. Anais do XIX Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação – Enancib 2018. Londrina - PR.

Carvalho, J. M. (2002). Cidadania no Brasil: o longo caminho. 3a. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

Castro, J. C. L. (2020). A economia da desinformação em plataformas algorítmicas. São Paulo. Anais do 43º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Intercom 2020.

Duong, R. (2019). Shoshana Zuboff em Capitalismo de Vigilância. [Video]. Canal VPRO Documentary. 20 dez.. 50 min. https://www.youtube.com/watch?v=hIXhnWUmMvw&t=37s

Frazão, A. (2019). Fundamentos da proteção dos dados pessoais - Noções introdutórias para a compreensão da importância da Lei Geral de Proteção de Dados. In: G. Tepedino, A. Frazão, & M. D. Oliva, Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais e suas repercussões no direito brasileiro, 1a. ed., pp. 23-52. São Paulo: Thomson Reuters Brasil.

Galhardi, C. P., Freire, N. P., Minayo, M. C., & Fagundes M. C. (2020). Fato ou Fake? Uma análise da desinformação frente à pandemia da Covid-19 no Brasil. https://www.scielo.br/j/csc/a/XnfpYRR45Z4nXskC3PTnp8z/abstract/?lang=pt

Karim, A., & Noujaim, J. (Diretores) (2019). Korin, J., Kos, P., Dreyfous, G. & Amer, K. (Produtores). Privacidade Hackeada [Filme Cinematográfico]. Estados Unidos da América: NetFlix. 1h50min.

Marshall, T. H. (1967). Cidadania, classe social e status. Rio de Janeiro: Zahar.

Morozov, E. (2018). Big Tech: a ascensão dos dados e a morte da política. São Paulo: Ubu.

Morozov, E. (2019). Capitalism new clothes. The Baffer. February 4. https://thebaffler.com/latest/capitalisms-new-clothes-morozov

Orlowski, J. (Diretor). (2019). O Dilema das Redes [Filme Cinematográfico]. Estados Unidos da América: Netflix. 1h34min.

PRAE. (2020). Cenários explicam perda de confiança no jornalismo. 3 de Abr. https://www.ufmg.br/prae/noticias/cenario-explicam-perda-de-confianca-no-jornalismo/

Rêgo, I. N. B. & Dourado, J. L. (2013). Economia Política da Comunicação e uma Reflexão Teórica sobre a Mídia nas Sociedades Capitalistas. Anais do XIV Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste – Mossoró – RN – Intercom.

Senado Federal. (2019). Proposta de Emenda à Constituição n.17 de 2019. 03 jul. https://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/135594

Senado Federal. (2021). CPMI – Fake News. Comissão Parlamentar Mista de Inquérito – Fake News. Mai. https://legis.senado.leg.br/comissoes/comissao?codcol=2292

Serrano, P. (2010). Desinformação: como os meios de comunicação ocultam o mundo. Rio de Janeiro: Espalhafato.

STF – Supremo Tribunal Federal. (2020). STF suspende compartilhamento de dados de usuários de telefônicas com o IBGE. 7 mai. http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=442902

TILT.(2020). Ativistas abrem queixa contra algoritmo após negro ser preso por IA racista. 25 jul. https://www.uol.com.br/tilt/noticias/afp/2020/07/25/ativistas-abrem-queixa-contra-algoritmo-apos-negro-ser-preso-por-ia-racista.htm

Valente, J. (2018). Legislação de proteção de dados já é realidade em outros países. Agência Brasil. 5 mai. https://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2018-05/legislacao-de-protecao-de-dados-ja-e-realidade-em-outros-paises

Vosoughi, S., Roy, D., & Aral, S. (2018). The spread of true and false news online. Science, 359 (6380), 1146-1151.

Zuboff, S. (2018). Big Other: capitalismo de vigilância e perspectivas para uma civilização de informação. In F. Bruno, B. Cardoso, M. Kanachiro, L. Guilhon, & L. Melgaço, Tecnopolíticas da vigilância: perspectivas da margem, 1a. ed, pp. 17-68. São Paulo: Boitempo.

Zuboff, S. (2020). A era do capitalismo de vigilância: a luta por um futuro humano na nova fronteira do poder, 1ª ed. Rio de Janeiro: Intrínseca.

Publicado
2021-06-30
Como Citar
Faria, J., & Magalhães, C. (2021). O Capitalismo de Vigilância e a Política da Desinformação. Interações: Sociedade E As Novas Modernidades, (40), 60-79. https://doi.org/10.31211/interacoes.n40.2021.a3
Edição
Secção
Artigos